Programação em Linguagem de Montagem

De acordo com Patterson e Hennessy [1], a linguagem que um computador entende é chamada de instruções e seu vocabulário é denominado conjunto de instruções.

Instruções indicam as operações que são executadas e os operandos utilizados. Além disso, as instruções são codificadas como números binários e são armazenadas na memória principal. Assim, o formato armazenado na memória é chamado de linguagem de máquina, já sua representação simbólica é chamada de linguagem de montagem ou Assembly [2].

Programa: Instruções e dados

Um programa é essencialmente uma série de instruções gravadas em memória. O desenvolvimento dos programas em Assembly consiste na declaração dessas instruções e da utilização de um montador para convertê-las para linguagem de máquina. Para tal, o programa em Assembly contém diretivas que especificam parâmetros ao montador (Assembler), isto é, são comandos passados para o montador e que não são convertidos em linguagem de máquina.

Cabe ressaltar que o desenvolvimento de um programa depende da ferramenta utilizada, isto é, do Assembler.

Estrutura básica de um programa em Assembly

Geralmente, uma linha de um programa em Assembly possui:

  • Label: Pode ser utilizado para nomear a linha do código de contém a instrução indicada;

  • Mnemônico: É o nome da instrução;

  • Operandos: São informações utilizadas na execução de uma instrução. Cabe ressaltar que algumas instruções não possuem operandos;

  • Comentários: São opcionais.

A seguir é mostrado um exemplo do e programa para o 8051 compatível com a ferramenta C51ASM.

ORG 0 ; endereço inicial do programa
SJMP INICIO ; salta para INICIO
ORG 13H ; endereço reservado (interrupção externa 1)
SJMP ROTINA ; salta para ROTINA
INICIO:
MOV TCON, #04H ; configura a interrupção externa 1 (borda de descida no pino INT1)
MOV IE, #84H ; habilita interrupção externa 1
SJMP $ ; espera (LOOP)
ROTINA: ; Rotina de interrupção
; Código da rotina de interrupção
RETI ; retorno da rotina interrupção
END ; fim do programa

Referências

[1] PATTERSON. D. A.; HENNESSY. J. L. Computer Organization and Design: The Hardware/Software Interface 5th Edition. Morgan Kaufmann-Elsevier. 2013.

[2] HARRIS. D. M; HARRIS. S. L. Digital Design and Computer Architecture. Elsevier. 2012.